segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Identidade


       imagem: Google


Eu falhei comigo? Eu estou falhando?
Acho tão fácil agradar os outros, mas quando assunto é comigo mesmo ai as coisas se complicam.
É difícil entender quem somos e o que queremos.
Eu quase sempre tento medir os impactos que posso causar aos outros, entre dores e alegrias. Mas quando é comigo mesmo tenho sempre a confiança eterna de que não importa o que for, eu aguento, eu suporto!
Aceito a minha dor, afinal ela é minha responsabilidade. O estranho é que a respeito da minha, eu pouco faço alguma coisa. Eu suporto, até que ela canse e vá deitar mesmo sabendo que a qualquer hora ela vai acordar e  outra vez terei de suporta-la, ouvi-la e tolera-la.


Eu tô querendo falar de identidade sabe? de sermos quem somos?
As vezes ser outro cansa, principalmente quando vemos tanta beleza em sermos nós mesmos.
A máscara ta pesada, a identidade secreta ta cansando, e o pior  é que eu nem sou super herói, não tenho super poderes e nem varinha de condão.
Eu não tenho esconderijo secreto, então pra onde posso correr quando as coisas apertarem por aqui no lado esquerdo de min, perto do peito, sabe?
Hein, me diz?



 
Camaleão sentimentalista © Todos os direitos reservados :: voltar ao topo