sexta-feira, 16 de junho de 2017

A Era da Informação na Época de Indivíduos Desinformados


Por Pedro Bravo


A informação sempre foi de utilidade fundamental para o homem, um ser vivo que tem na sua característica principal para a sobrevivência a questão da comunicação, das pinturas rupestres até a internet. Mas o homem atual usa a informação de forma devida? Ou melhor ele sabe se manter informado nos dias de hoje? O que é informação para ele? Na escola por exemplo ele pode não dar muita importância para os ensinamentos, mas, está sempre informado nas fofocas dos sites de relacionamento. O ser humano que é egoísta por excelência, que trata o mundo como se fosse seu próprio umbigo, só se informa do que ele quer e do que realmente lhe interessa, são poucos que sabem falar de tudo um pouco, a maioria fala muito de pouca coisa. A informação que antes só era obtida nos livros através do conhecimento onde poucos tinham acesso foi a chama para que a humanidade saísse da escuridão da ignorância. A educação que só os poderosos podiam ter virou arma fundamental para revolução francesa que transformou o mundo e uma nova era, o iluminismo teve como pauta o conhecimento e tudo para que, para que o homem fizesse pouco uso, é bem verdade sim que os poderosos controlam a informação, mas amigos, vejam, observem, notem, hoje você tem informação de tudo quando e onde quiser, antes a pessoa deveria ir atrás da informação, hoje a informação chega até você, por vários tipos diferentes de comunicação, porém, 90% do que o ser humano usa da mesma é para atender futilidades. A era da informação dos homens desinformados chega a soar como se fosse algo cômico, entretanto, é trágico, porque se as pessoas usassem a informação de forma correta teríamos uma sociedade muito, mais muito melhor e desenvolvida do que essa, onde um site de fofocas tem mais seguidores do que um site de pesquisa científica, isso mostra que realmente não saímos de fato da ignorância, que somos alimentados pelas políticas da Roma Antiga do pão e circo ou da Idade Média onde o conhecimento é algo tolo e o que interessa é a questão teológica onde Deus está no controle. É realmente necessário uma mudança brusca nas atitudes humanas, que elas possam se interessar pelo que realmente é essencial para o desenvolvimento e o progresso das sociedades, que acordemos desse sono profundo chamado conformismo. O que mais incomoda é o fato de quem está por trás dessa palhaçada chamada mídia, porque alguém está ganhando para manter a sociedade humana desintelectualizada, mal informada de tudo que ronda ao redor de si mesma, há um interesse maior para que tudo se mantenha do jeito que está e o nome disso se chama dinheiro. Dos primórdios da Idade Média até hoje progredimos, no campo cientifico, político, econômico, social e tecnológico, mas, ainda há fortes características da ignorância do ser humano na contemporaneidade e isso só será sanado quando o ser humano souber usar a sua mente não por um interesse particular e sim pela questão coletiva, não digo que não devemos ser a todo tempo um ser que está altamente ligado as questões de alto intelecto, tudo é um equilíbrio, o ócio é fundamental para a saúde humana, mas do jeito que está e se não houver mudanças, estaremos fadados ao fracasso da humanidade e de tudo positivo que foi criado será em vão, o ser humano atual tem como obrigação de parar de pensar somente no momento, que a vida tem que ser vivida de instantes e intensamente, isso é egoísmo, porque se pensar assim ele só vai absorver o que há de bom naquele momento e não deixará legado para outras gerações.



Pedro Bravo 
 Professor de História da rede Estadual de São Paulo.

0 comentários:

Postar um comentário


Este é um espaço aberto ao debate saudável e a critica construtiva.
Fique à vontade para expor suas opiniões nos comentários ou nos contatar via email. (arlan_souza1.0@hotmail.com)

 
Camaleão sentimentalista © Todos os direitos reservados :: voltar ao topo